Prepara-te

Em Breve jesus 

Virá

Governo da Nova Zelândia vai reformar lei de armas após atentado

18 MAR 2019
18 de Março de 2019
O governo da Nova Zelândia acertou nesta segunda-feira (18) os detalhes para iniciar uma reforma da lei de armas após o atentado de Chirstchurch, que deixou 50 mortos e 50 feridos, e criar uma comissão que avalie a atuação prévia das autoridades. A liberação dos corpos das vítimas para as famílias começou neste domingo (17) e deve terminar até quarta-feira (20).

A primeira-ministra do país, Jacinda Ardern, afirmou que seu gabinete está "completamente unido" em relação à reforma legal estipulada "em princípio" e cujo conteúdo será anunciado em um prazo de dez dias após os ataques de sexta-feira em duas mesquitas.

"Há muitos neozelandeses que questionam que haja armas semiautomáticas disponíveis", disse em entrevista coletiva Ardern, evitando dizer se a reforma incluirá, tal como se esperava que anunciasse, a proibição deste tipo de armas, utilizadas no atentado.

"Há detalhes que é preciso olhar. Não se trata só de certos pontos da lei. É simplesmente por isto que levaremos um tempo, para que saia bem", acrescentou ao justificar o atraso.

Voltar